Proteção Bucal

Segundo dados da NATIONAL YOUTH SPORTS SAFETY FOUNDATION (NYSSF), uma entidade de pesquisa norte-americana dedicada aos estudos e à prevenção de traumas esportivos, todo atleta envolvido numa atividade esportiva de contato físico tem até 10% de chance, durante uma temporada, de sofrer uma lesão facial e de 33 a 56% de probabilidade de que uma lesão deste tipo ocorra em toda a sua carreira. O que significa, em números absolutos, que estas injúrias esportivas, são motivos de preocupação econômica para os clubes ou patrocinadores do atleta.

Ante tal realidade, clubes e seleções de vários países começam a se preocupar com a saúde bucal de seus atletas e passam a inserir nas comissões técnicas mais um profissional: o Cirurgião-Dentista, que é tão importante para o bom desempenho do atleta quanto o Médico, o Fisioterapeuta, o Nutricionista e o Massagista.

Uma das alternativas para reduzir os riscos de traumatismos dentários é uso de protetores bucais. Nossa clínica está preparada para confeccionar todos os tipos de protetores de acordo com o padrão de impacto do esporte praticado (light, light-pro, medium, heavy, heavy-pro).

 


 

 

Copyright © 1991-2013 - Dall'Oca Odontologia
Resp Técnico: Dr. Nelson Alves Dall'Oca - CRO (SP) 46586
Tel. 55 11 5543-7409 | 55 11 5542-5309 dr.nelson@whitesmile.odo.br.



  • Depoimentos

    "Hi Dr. Nelson This is Jamie Wakefield. Thank you so much for seeing me the other day. I really appreciate you time, patience and understanding. Also thank you for trusting me when I had no cash. I am hoping to return to Brazil in a few months. If so, I will call and make an appointment to have the laminates done. Thanks again."

    Jamie Wakefield, New York - USA
  • Depoimentos

    Apreciado Doctor: Gracias a ti, por tu oportuna colaboración . Mi diente esta perfecto. Gracias

    Giovanna Gutierrez, Colômbia.
  • Depoimentos

    "Olá Dr Nelson, ja estou de volta a Inglaterra. Bom não tenho muitas palavras para dizer. Escolhi a clínica pela internet e, claro, sem conhecer foi um pouco díficil para confiar mas, depois que o tratamento foi iniciado e tudo correu bem com toda a atenção e cuidados que recebi então vi que sim, eu podia confiar."

    Maristela Leach, Inglaterra.